Como prevenir a proliferação de Insetos e Roedores .

Eliminação de possíveis pontos de entrada de insetos ou roedores no ambiente, como falhas na vedação em tubulações, ralos sem proteção, portas e janelas mal vedadas, aberturas ou frestas de portas, janelas e rodapés;

Manutenção de cortinas de ar em perfeito estado de funcionamento;

Correção de azulejos mal assentados ou quebrados;

Eliminação de acúmulo de água em drenos, ralos ou caixas de passagem;

Correção de vazamentos em dutos de água e torneiras;

Correta manipulação, guarda e remoção diária do lixo;

Manutenção na área verde (grama aparada ou capina química);

Substituição de móveis de madeira com infestações de cupins ou brocas;

Evitar depósito de materiais sem uso nas dependências externas, evitando a criação de abrigos para insetos e roedores.

Limpar diariamente, antes do anoitecer, os locais de refeições e preparo de alimentos.;

Determinar um local comum para refeições e colocar restos de alimentos em recipientes fechados;

Recolher restos de alimentos em recipientes adequados, preferencialmente, sacos plásticos, que deverão ser lacrados e recolhidos diariamente pelo serviço de coleta de lixo urbana;

Colocar sacos, fardos e caixas sobre estrados com altura mínima de 40 cm, afastados uns dos outros e das paredes deixando espaçamento que permitam inspeção em todos os lados;

Não utilizar terrenos baldios e outras áreas a céu aberto para descargas de lixo;

Manter armários e depósitos arrumados, sem objetos amontoados;

Não deixar encostados em muros e paredes objetos que facilitem o acesso ou sejam utilizados como esconderijos por roedores;

Buracos e vãos entre telhas devem ser vedados com argamassas adequada;

Colocar telas removíveis em abertura de aeração, entrada de condutores de eletricidade ou vãos de adutores de qualquer natureza;

Colocar telas ou grades nos ralos de esgoto e rede pluvial.

Essas medidas reduzem a criação de condições que favorecem o estabelecimento das pragas, tornando possível reduzir as frequências de intervenções a quantidade de defensivos químicos aplicados no ambiente, como consequência natural os riscos toxicológicos, o impacto ambiental e os transtornos provocados pelas intervenções são minimizados.

 

Consiste na avaliação de resultados realizada através de Check-up do técnico em controle de pragas e informações recebidas pelo responsável das áreas do contratante onde a proponente deve ser chamada prontamente em caso de indícios de infestação.

1-      Medidas preventivas para o controle de Roedores:

a)      Limpar diariamente, antes do anoitecer, os locais de refeições e preparo de alimentos.;

b)      Determinar um local comum para refeições e colocar restos de alimentos em recipientes fechados;

c)       Recolher restos de alimentos em recipientes adequados, preferencialmente, sacos plásticos, que deverão ser lacrados e recolhidos diariamente pelo serviço de coleta de lixo urbana;

d)      Colocar sacos, fardos e caixas sobre estrados com altura mínima de 40 cm, afastados uns dos outros e das paredes deixando espaçamento que permitam inspeção em todos os lados;

e)      Não acumular objetos inúteis ou em desuso;

f)       Não utilizar terrenos baldios e outras áreas a céu aberto para descargas de lixo;

g)      Manter armários e depósitos arrumados, sem objetos amontoados;

h)      Não deixar encostados em muros e paredes objetos que facilitem o acesso ou sejam utilizados como esconderijos por roedores;

i)        Buracos e vãos entre telhas devem ser vedados com argamassas adequada;

j)        Colocar telas removíveis em abertura de aeração, entrada de condutores de eletricidade ou vãos de adutores de qualquer natureza;

k)      Colocar telas ou grades nos ralos de esgoto e rede pluvial.